Glórias do Passado: Fernando Caiado

 

Fernando Caiado


Fernando Caiado é frequentemente recordado como uma das personalidades mais importantes da história do futebol português. Como futebolista excepcional que foi destaca-se na sua carreira, essencialmente, as passagens pelo Boavista FC, pelo SL Benfica e em representação da Selecção Nacional de Portugal.

Mas também como treinador de futebol pode, seguramente, dizer-se que o Fernando Caiado realizou uma carreira admirável. É no desempenho desta função que o Fernando Caiado irá cruzar-se com a história do Vitoria SC. Em dois períodos distintos Fernando Caiado será o treinador principal da equipa do Vitoria SC, concretamente, na temporada de 1969/70 e entre as épocas de 1975/76 e 1976/77.

Fernando Augusto do Amaral Caiado nasceu em Leça da Palmeira no dia 2 de Março de 1925. Acabou sendo também naquela localidade nortenha que o jovem Fernando Caiado iniciou a pratica do futebol, a modalidade que se tornaria na sua verdadeira paixão e à qual dedicou mais de 50 anos de vida.

Embora sem carácter oficial, o primeiro clube de Fernando Caiado terá sido o Monte Santana FC, um clube de cariz popular que orgulhosamente participava em torneios de futebol locais especialmente destinado aos mais jovens.

Este era um clube popularmente conhecido como o clube dos Caiado, pois, de facto, eram os irmãos Caiado, incluindo o jovem Fernando, as principais figuras do Monte Santana FC.

Como sempre gostou de estudar, depois de concluir a instrução primária, Fernando Caiado rumou à cidade do Porto para continuar os estudos. De qualquer forma, nunca conseguiu deixar o futebol de lado e sempre que podia lá recorria aos campos de futebol improvisados na zona da sua residência para intervir em emocionantes peladas com os seus amigos.

Estudando na Escola Industrial Infante D. Henrique passou a jogar na equipa de futebol daquela instituição e, de forma mais seria, a disputar os Campeonatos da Mocidade Portuguesa.

(Fernando Caiado, é o jovem de pé com a bola na mão, numa equipa escolar da cidade do Porto)

Era no Campo do Bessa, a casa do Boavista FC, que treinava e jogava a escola de Fernando Caiado. Tal facto foi, notoriamente, decisivo para o ingresso de Fernando Caiado, com apenas 15 anos de idade, no Boavista FC.

No início da década de 40 o clube axadrezado preparava a criação de uma boa equipa de juniores. Depois de varias prospecções nas escolas das redondezas Fernando Caiado foi um dos incentivados a ir treinar ao Campo do Bessa, mas desta vez, prestando provas perante os técnicos do Boavista FC.

Muito rapidamente o jovem Fernando Caiado revelou-se o melhor de todos os jogadores presentes e, como tal, foi imediatamente convidado a rubricar a ficha de inscrição como futebolista da equipa de juniores do Boavista FC.

Realizou a sua estreia oficial com a camisola boavisteira numa partida entre as equipas de juniores do Boavista FC e do Sport Progresso. Logo na sua primeira época naquela categoria de juniores, na temporada de 1940/41, Fernando Caiado sagrou-se mesmo o melhor marcador da equipa do Boavista FC.

A época de 1941/42 ainda jogou pelos juniores do Boavista FC, mas a partir da temporada de 1942/43 integrou a equipa principal boavisteira que disputava o Campeonato Nacional da 2ª Divisão.

(Equipa do Boavista FC na época de 1943/44)
.
(Fernando Caiado com a camisola do Boavista FC)

Começou por alinhar pela equipa de reservas, mas, paulatinamente, foi conquistado o seu espaço na primeira equipa e a tornar-se numa das grandes referências futebolísticas do Boavista FC.

Curiosamente, estreou-se pela equipa principal do Boavista FC precisamente num encontro frente ao Leça FC, o principal clube da sua terra natal, o qual terminou com uma derrota dos axadrezados por 2-1.

(Serafim, Baptista e Fernando Caiado, jogadores do Boavista FC)

(Fernando Caiado em acção num jogo entre o SL Benfica e o Boavista FC na época de 1945/46)

O jovem Fernando Caiado revelava, contudo, grande apetência e capacidade para a prática desportiva. De facto, refira-se que alem de actuar na equipa de futebol, Fernando Caiado chegou também a integrar as equipas de andebol e hóquei em campo do Boavista FC.

De qualquer forma, Fernando Caiado, pelo menos ate ser internacional, foi sempre um jogador amador do Boavista FC, recebendo apenas em algumas situações esporádicas um prémio de jogo.

Desde os 18 anos de idade, altura em que deixou de estudar, Fernando Caiado aliou sempre a pratica do futebol no Boavista FC com a profissão de desenhador de máquinas de fundição.

Como se referiu, esta situação manteve-se apenas até ao momento em que o futebolista Fernando Caiado tornou-se internacional português, pois, a partir de então, passou a auferir do Boavista FC um salário de 700 escudos.

Entretanto, a equipa do Boavista FC continuava a militar no Campeonato Nacional da 2ª Divisão e a disputar renhido o Campeonato Distrital da A. F. do Porto. Mas as exibições do jovem Fernando Caiado ao serviço dos axadrezados eram bem conhecidas e, desde muito cedo, as oportunidades para mudar de clube surgiam repetidamente.

Primeiro foi a Académica de Coimbra a tentar contratar o jovem Fernando Caiado. Mais tarde surgiu também o interesse do FC Porto e do SL Benfica, mas todas essas investidas eram recusadas pelos dirigentes boavisteiros, cientes da importância do jogador na manobra da equipa, que recusavam a cedência do jogador.

Chega entretanto a época de 1945/46 altura em que Fernando Caiado disputará pela primeira vez o Campeonato Nacional da 1ª Divisão pelo Boavista FC. O clube axadrezado é o penúltimo classificado na principal competição nacional, mas as exibições de Fernando Caiado são verdadeiramente fantásticas.

(Equipa do Boavista FC na temporada de 1945/46)

(Fernando Caiado com a camisola do Boavista FC)

De tal forma assim é que acabará por chegar no final desta temporada à principal selecção nacional de futebol, já depois de algumas presenças nos trabalhos das selecções mais jovens ou nos treinos preparatórios da equipa principal de Portugal.

Nas três temporadas seguintes de 1946/47, 1947/48 e 1948/49 o Boavista FC repete a presença no Campeonato Nacional da 1ª Divisão, alcançando nas primeiras duas edições um 9º lugar, enquanto na ultima dessas épocas terminou na ultima posição da tabela classificativa.

(Os irmãos Caiado no Boavista FC)

(Marcando um golo em bom estilo no Boavista FC)

Fernando Caiado foi sempre um titular indiscutível da equipa boavisteira e, sobretudo, nas duas primeiras épocas assinaladas, um dos melhores marcadores da equipa no Campeonato Nacional da 1ª Divisão.

A época de 1949/50 jogou na 2ª Divisão Nacional com o Boavista FC. Apesar disso não perdeu o seu estatuto de internacional português pois continuou a ser convocado para os trabalhos da Selecção Nacional de Portugal.

(Equipa do Boavista FC na época de 1946/47)

(Fernando Caiado jogador do Boavista FC)

Foi assim ao serviço do Boavista FC que Fernando Caiado atingiu a notoriedade como futebolista. As equipas boavisteiras da década de 40 eram o espelho perfeito da valia técnica de Fernando Caiado.

Toda a equipa jogava ao ritmo do seu jogo. Era um jogador com uma qualidade de passe excepcional, inteligente, tecnicista e com uma visão de jogo impar. Era rápido, repentista no remate e possuía um bom drible.

(Em 1946/47 jogando uma partida entre o Boavista FC e a Academica de Coimbra)

(Serafim, Armando e Fernando Caiado, jogadores do Boavista FC)

Posicionalmente, passou por diversos lugares no terreno de jogo. Desde a zona atacante até ao sector intermediário, onde o jogo era mais pensado, Fernando Caiado cumpria com rigor as funções que lhe eram exigidas.

Na verdade, Fernando Caiado foi, inicialmente, um avançado, jogando nas alas ou ao centro, afirmando-se como goleador. Depois, sobretudo pelos exemplares dotes de organizador de jogo, recuou para o meio campo, como interior ou médio centro, onde o seu futebol atingiu níveis de excelência.

(Equipa do Boavista FC na temporada de 1947/48)

(Imagem perfeita de Fernando Caiado a ver a bola entrar na baliza do adversario perante a atenção de um policia junto ao poste)

De personalidade forte, evidenciava dentro de campo o espírito de um verdadeiro líder. Interagia com os companheiros de equipa como um comandante da nau, evidenciando, desde muito cedo, todos os sinais distintivos de um grande treinador.

Como atleta e como homem foi sempre muito disciplinado. Entendeu, precocemente, o futebol como algo muito serio, interiorizando muito facilmente o sentido de profissionalismo que o futebol de alto nível exigia ao jogadores.
.
(Fernando Caiado jogando um Boavista FC - Atlético CP na Tapadinha na época de 1948/49)
.
(Na mesma temporada de 1948/49, ao serviço do Boavista FC, defrontando o CAD Elvas)
.
Em 1950/51 regressou ao escalão principal do futebol português depois de conseguir a subida de divisão ao derrotar o Clube Oriental de Lisboa na final do Campeonato Nacional da 2ª Divisão de 1949/50.

Na época seguinte de 1951/52, Fernando Caiado foi um dos protagonistas da sensacional campanha realizada pelo Boavista FC no Campeonato Nacional da 1ª Divisão, com a obtenção de um formidável 5º lugar na classificação final.
.
(Equipa do Boavista FC na época de 1950/51)
.
(Fernando Caiado no Boavista FC)
.
No final daquela época, Fernando Caiado, com 27 anos de idade, entendeu que era chegado o momento de seguir um novo rumo na sua carreira de futebolista, após doze anos ao serviço do Boavista FC, onde disputou 151 jogos na 1ª Divisão Nacional, marcando 64 golos, e ingressar num clubes com maiores ambições.

O FC Porto e o SL Benfica voltaram a assumir o interesse na sua contratação, mas, mais uma vez, os responsáveis do Boavista FC mantiveram o propósito de não prescindir do atleta.

Foi necessário então uma revolta do próprio jogador para permitir a sua saída do Boavista FC para o SL Benfica, o clube que Fernando Caiado pretendia verdadeiramente representar.

Enquanto o Boavista FC recusava firmemente a transferência, Fernando Caiado ameaçava nunca mais jogar futebol, caso os dirigentes boavisteiros não acedessem ao seu pedido de desvinculação para jogar no SL Benfica.
.
(Fernando Caiado fazendo um golo em 1950/51)
.
(Jogando frente ao Sporting CP na época de 1950/51)
.
“Ou me dispensam ou nunca mais jogo à bola!” Com estas palavras Fernando Caiado ameaçava os directores do Boavista FC enquanto rumava a cidade de Lisboa convicto que iria representar o SL Benfica.

Por seu turno, os dirigentes boavisteiros não queriam assumir isoladamente a responsabilidade pela decisão e por isso convocaram uma assembleia-geral do clube para decidir a transferência de Fernando Caiado para o SL Benfica.

Finalmente, após duas acaloradas assembleias-gerais foi decidido maioritariamente aceitar a transferência do atleta nortenho para o SL Benfica, a qual se viria efectivamente a concretizar, a troco de uma compensação pecuniária de 150 contos para o Boavista FC e 100 contos para o jogador.

É assim que Fernando Caiado cumpre o sonho de jogar no SL Benfica, clube onde ingressou na época de 1952/53 e permaneceu até ao final da sua carreira de futebolista. Nesta altura, como se disse, Fernando Caiado era já um jogador muito conceituado no futebol português.

Apesar de jogar no Boavista FC, era já um jogador internacional português. Naturalmente, antes da Selecção Nacional de Portugal, já Fernando Caiado era um membro importantíssimo da Selecção do Porto.
.
(Selecçção do Porto na temporada de 1945/46)
.
O seu percurso pelas selecções nacionais principiou pela Selecção “B”, onde cumpriu duas internacionalizações, num jogo frente à França e outro frente à congénere espanhola.

À Selecção Nacional “A” chegou em 1946, concretamente, no dia 16 de Junho, quando Portugal disputou um particular em Lisboa, no Estádio Nacional, frente à Republica da Irlanda. Nessa equipa portuguesa que venceu por 3-1, Fernando Caiado era a grande novidade, actuando na posição de interior esquerdo.
.
(Selecção "B" de Portugal em 1949)
.
(Fernando Caiado no Portugal - Rep. Irlanda da sua estreia)
.
Desde então cumpriu um total de 16 internacionalizações pela principal Selecção Nacional de Portugal. Seis delas enquanto jogador do Boavista FC e as restantes já no período em que defendeu as cores do SL Benfica.

A ultima presença de Fernando Caíado na Selecção Nacional foi no sensacional empate a 2-2 conseguido por Portugal no dia 9 de Junho de 1956 frente à poderosa selecção da Hungria, equipa onde pontificava, sobretudo, o extraordinário avançado Puskas.
.
(Equipa de Portugal em 1955)
.
(Fernando Caiado cumprimentando um adversário da Argentina)
.
(Equipa de Portugal em 1956)
.

(Fernando Caiado com a camisola de Portugal)
.
A chegada de Fernando Caiado ao SL Benfica visava, essencialmente, substituir a vaga deixada pelo mítico futebolista encarnado Francisco Ferreira, um veterano em final de carreira.

De tal forma, que a estreia de Fernando Caiado com a camisola benfiquista ocorreu na festa de despedida de Francisco Ferreira, num desafio que o SL Benfica venceu o FC Porto por 1-0.
.
(Fernando Caiado defrontando o CF Belenenses ao serviço do SL Benfica)
.
(Fernando Caiado no SL Benfica)
.
Desde logo, o nortenho Fernando Caiado assumiu um lugar na equipa titular do SL Benfica treinada pelo técnico argentino Alberto Zozaya. Nesta época de estreia de Fernando Caiado, o SL Benfica quedou-se pelo 2º lugar do Campeonato Nacional, embora tivesse conquistado a Taça de Portugal ao derrotar o FC Porto por 5-0 na final em que Fernando Caiado não jogou.

Em 1953/54 a principal competição nacional voltou a escapar ao SL Benfica. Só na época de 1954/55 é que o SL Benfica voltou a vencer o Campeonato Nacional da 1ª Divisão, aquele que seria o primeiro título nacional do futebolista Fernando Caiado.
.
(Os irmãos Caiado com a camisola dos seus diferentes clubes)
.

(Novamente em grande estilo frente ao CF Belenenses)
.
Sob o comando de Otto Gloria, Fernando Caiado, actuando no meio campo, foi importantíssimo nos êxito dos encarnados na temporada de 1954/55, pois alem da principal prova do calendário nacional, o SL Benfica voltou a vencer a Taça de Portugal, agora derrotando o Sporting CP por 2-1, sempre com o contributo imprescindível de Fernando Caiado.

Depois de na época de 1955/56 o SL Benfica voltar a quedar-se pelo 2º lugar no Campeonato Nacional da 1ª Divisão, chegou mais uma temporada de ouro na história do clube encarnado.
.
(Cumprimentando Francisco Ferreira, o jogador que substituiu no SL Benfica)
.
(Fernando Caiado com Luiz Gonzaga o celebre artista brasileiro)
.
(Representando o SL Benfica num jogo nos EUA)
.
(Fernando Caiado no SL Benfica)
.
(Fernando Caiado com os troféus do SL Benfica)
.
O SL Benfica sagrou-se, novamente, campeão nacional da 1ª Divisão e conquistou novamente a Taça de Portugal na época de 1956/57. Fernando Caiado, que segurava agora braçadeira de capitão da equipa do SL Benfica, vencia assim o segundo Campeonato Nacional da 1ª Divisão da sua carreira de futebolista.

Alem de ser um futebolista de elevada craveira técnica, Fernando Caiado tinha uma conduta verdadeiramente exemplar. Assim, merecidamente, recebeu a Medalha de Exemplar Comportamento, distinção entregue aos jogadores que completassem duas centenas de jogos sem sofrer qualquer punição.
.
(Equipa do SL Benfica na temporada de 1956/57)
.
(Fernando Caiado no SL Benfica)
.
Nesta altura, Fernando Caiado, alem de futebolista do SL Benfica, exercia também as funções de técnico. Com resultados assinaláveis era o treinador do Colégio Moderno de Malpique no Campeonato Escolar.

Por esse facto, foi sem surpresa que passou também a integrar o corpo técnico do SL Benfica. Tornou-se colaborador do treinador Valdivieso nos treinos das equipas de juniores, principiantes e iniciados do SL Benfica.
.
(Com Barrigana em jogo frente ao FC Porto)
.
O dia 18 de Setembro de 1957 é outro momento marcante da história do SL Benfica à qual Fernando Caiado, como futebolista, está ligado. Nesse dia disputou-se o primeiro jogo europeu dos encarnados nas competições organizadas pela UEFA, numa partida que opôs o SL Benfica ao Sevilha FC, naquela cidade espanhola e que terminou com a derrota da formação portuguesa por 3-1.

Fernando Caiado foi ainda jogador do SL Benfica nas épocas de 1957/58 e 1958/59, sem contudo voltar a ganhar o Campeonato Nacional da 1ª Divisão. Na última temporada como futebolista voltaria a vencer a Taça de Portugal, embora não tivesse actuado no jogo da final frente ao FC Porto.
.
(No balneario do SL Benfica em 1957)
.
(Exercendo as funções de capitão de equipa do SL Benfica)
.
O futebolista Fernando Caiado completou então sete épocas ao serviço do SL Benfica, alinhando nesse periodo em 140 jogos oficias e apontando 22 golos. Como títulos de destaque, diga-se, venceu dois Campeonatos Nacionais da 1ª Divisão e quatro Taças de Portugal.

Teve a sua festa de homenagem e simultaneamente de despedida do SL Benfica no dia 17 de Junho de 1957, com 34 anos de idade, embora, na verdade ainda tivesse integrado os planteis do SL Benfica nas duas temporadas seguintes.

Nesse dia disputou-se no Estádio da Luz uma partida entre o Boavista FC e o SL Benfica. Todavia, um gesto de Fernando Caiado tocou particularmente no coração dos apaniguados benfiquistas. O célebre jogador doou parte da receita do seu jogo de despedida à campanha que o clube levava a cabo para angariação de fundos para a construção do terceiro anel do Estádio da Luz.
.
(Capitão do SL Benfica com a faixa e taça de campeão)
.
(Fernando Caiado cumprimentado por Otto Glória no dia da despedida)
.
Encerrada a carreira da futebolista tornou-se secretario técnico do SL Benfica e treinador adjunto da equipa principal. Foi treinador adjunto dos técnicos Otto Glória, José Valdivieso, Bela Guttmann, Fernando Riera, Lajos Czeizer e Elek Schwartz, vencendo vários campeonatos nacionais, Taças de Portugal e as Taças do Campeões Europeus.

Em algumas ocasiões assumiu mesmo a condição de treinador principal do SL Benfica, nomeadamente no final da época de 1961/62, substituindo Bella Gutmann, e na temporada de 1964/65, ocupando o lugar deixando vago pelo treinador Elek Schwartz. Em ambas as ocasiões, Fernando Caiado comandou os destinos do SL Benfica guiando às conquistas das Taça de Portugal referentes a essas mencionadas temporadas.
.
(Equipa do SL Benfica em 1963)
.
(Fernando Caiado com Valdivieso)
.
No Campeonato do Mundo de 1966 em Inglaterra, Fernando Caiado desempenhou também as funções de treinador adjunto da Selecção Nacional, coadjuvando o técnico principal Otto Glória na notável campanha portuguesa em terras de sua majestade.
.
Na época de 1966/67 assumiu os destinos do SC Braga como treinador principal. Comandou a equipa arsenalista no Campeonato Nacional da 1ª Divisão, onde atingiu um 9º lugar. Fica, contudo, na história do clube bracarense por ser o treinador da primeira equipa do SC Braga a jogar nas competições europeias e a ultrapassar a primeira ronda da prova. O SC Braga teve a proeza de eliminar o AEK Atenas na 1ª eliminatória da Taça das Taças, acabando por ser eliminado na 2ª ronda pelos húngaros do Vasas Gyor.
.
(Fernando Caiado na Selecção Nacional de Portugal)
.
(Caricatura de Fernando Caiado no SC Braga)
.
Depois de uma sensacional campanha a frente do SC Braga, na temporada de 1967/68 abriu-se-lhe as portas de Alvalade para treinar a equipa do Sporting CP. Liderou a equipa sportinguista ao longo de toda a época, lutando pelo título de campeão nacional, troféu que lhe escapou por causa de uma ponta final do Campeonato Nacional da 1ª Divisão verdadeiramente desastrosa, com quatro derrotas em cinco jogos.

Ainda inicia a segunda época à frente do Sporting CP, mas acaba por ser demitido ao cabo de nove jornadas do Campeonato Nacional da 1ª Divisão de 1968/69, sendo substituído por Mário Lino.
.
(Fernando Caiado no Sporting CP)
.
É na temporada seguinte de 1969/70 que o treinador português Fernando Caiado vai ter a oportunidade de trabalhar no Vitoria SC. Esta época fica marcada por mais um excelente desempenho da equipa do Vitoria SC no Campeonato Nacional da 1ª Divisão, mas acima de tudo, fica registada como a época da primeira participação do clube em provas internacionais de carácter oficial, depois da sensacional classificação obtida na temporada de 1968/69.

O treinador escolhido pelos responsáveis do Vitoria SC para a época de 1969/70 foi Gilberto Carvalho, mais conhecido pelo diminutivo de Giba, que eram um conceituado técnico no Brasil.

Lamentavelmente, logo à 2ª jornada do Campeonato Nacional da 1ª Divisão, depois do encontro frente ao SL Benfica, o Vitoria SC ficou sem o seu treinador principal. O brasileiro Giba, afectado por uma doença grave, foi obrigado a regressar ao Brasil onde viria a falecer uns meses mais tarde.

O Vitoria SC ficou assim, repentinamente, sem treinador principal. Giba saiu do Vitoria SC na segunda-feira, dia 15 de Setembro de 1969, e logo na quinta-feira seguinte, concretamente, no dia 18 de Setembro de 1969, era apresentado em Guimarães o novo treinador do Vitoria SC, o português Fernando Caiado.
.
(Apresentação de Fernando Caiado no Vitoria SC)
.
Fernando Caiado entrou com o pé direito no Vitoria SC, conseguindo uma vitória por 0-1 no terreno do sempre difícil do Leixões SC. No Estádio do Mar, o Vitoria SC fez uma grande exibição, coroada apenas com um golo, apesar de ter disposto de muitas oportunidades.

No final do Campeonato Nacional da 1ª Divisão da época de 1969/70 o Vitoria SC foi o 5º colocado na tabela classificativa final. Com o 5º lugar obtido na principal liga nacional o Vitoria SC garantiu, novamente, um lugar na Taça Cidades Com Feiras na temporada seguinte.
.
(Fernando Caiado no Vitoria SC)
.
Fernando Caiado fica também ligado a história do Vitoria SC por ser o treinador da equipa na sua primeira participação nas competições internacionais de clubes organizadas pela UEFA, destacando-se, naturalmente, a sensacional eliminação dos checoslovacos do Banik Ostrava na 1ª eliminatória da prova.

De qualquer forma, o técnico Fernando Caiado, pelo seu esquema algo conservador, teve muitas dificuldades em angariar a desejada simpatia dos apaniguados do clube, os quais, de resto, mantinham um incontido desejo em ver regressar ao clube o treinador brasileiro Jorge Vieira.
.
(Fernando Caiado ministrando o treino do Vitoria SC no Campo da Amorosa)
.
Em consequência, Fernando Caiado, viu sacrificado o trabalho que desenvolveu ao longo da época de 1969/70 e, algo imerecidamente, não foi convidado a renovar o seu contrato com o Vitoria SC.
.
(A festa de despedida de Fernando Caiado de técnico do Vitoria SC no final da temporada de 1969/70)
.
Com o prestígio granjeado facilmente conseguiu colocação para desempenhar as suas funções treinador ao longo da temporada de 1970/71. Assumiu os destinos do Boavista FC no Campeonato Nacional da 1ª Divisão, facto que significava o regresso do filho pródigo à casa que o viu nascer para o futebol. Desta passagem pela equipa boavisteira destaca-se, unicamente, o 6º lugar alcançado na principal competição nacional.
.
(Fernando Caiado no Boavista FC)
.
(Ministrando o treino dos guarda-redes boavisteiros)
.
(No ringue do Bessa)
.
Na carreira de Fernando Caiado seguem-se três épocas consecutivas comandando os destinos do GD Cuf. Nesse período, naturalmente, salienta-se o 4º lugar alcançado no Campeonato Nacional da 1ª Divisão da temporada de 1971/72 e o consequente apuramento para as competições internacionais de clubes.
.
Na época de 1972/73 comandou a formação do GD Cuf na Taça Uefa, com relevo para a eliminação do Racing White da Bélgica, na 1ª eliminatória, acabando, porem, eliminados na segunda ronda pela equipa alemã do Kaiserlautern.
.
(Plantel do GD Cuf na decada de 70)
.
(Fernando Caiado no GD Cuf na decada de 70)
.
Em 1972/73 e 1973/74 repetiu um 8º lugar no Campeonato Nacional da 1ª Divisão com o GD Cuf. Na época seguinte, a temporada de 1974/75, Fernando Caiado conduziu a estreia do SC Espinho na 1ª Divisão Nacional.

Esta não terá sido uma passagem muito feliz, pois a equipa do SC Espinho acabou por ser relegada à 2ª Divisão Nacional, já que não conseguiu escapar ao último lugar da classificação geral.
.
(Fernando Caiado)
.
(Fernando Caiado)
.
No início da temporada de 1975/76 surge a oportunidade de Fernando Caiado regressar ao comando técnico do Vitoria SC. Depois da enorme frustração vivida no final da época de 1974/75, o Vitoria SC lançou-se na nova temporada de 1975/76 com consideráveis alterações na equipa principal.

Desde logo, houve mudança no comando da equipa técnica, com a saída do até então treinador do Vitoria SC, Mário Wilson, para o SL Benfica, e o regresso de Fernando Caiado a Guimarães.
.
(Fernando Caiado no Vitoria SC)
.
No Campeonato Nacional da 1ª Divisão de 1975/76 o Vitoria SC classificou-se no 6º lugar da tabela geral. A equipa vimaranense fez uma boa campanha, lutando acerrimamente, sem sucesso, porem, pelo apuramento europeu.

O ponto mais alto desta época foi, todavia, a presença do Vitoria SC na final da Taça de Portugal, depois de uma sensacional caminhada realizada naquela competição, eliminando, entre outros, a equipa do FC Porto e do Sporting CP.
.
(Fernando Caiado no Vitoria SC)
.
Fernando Caiado era assim o terceiro treinador na história do Vitoria SC a estar presente numa final da Taça de Portugal. Esta edição da temporada de 1975/76 jogou-se no Estádio das Antas, entre o Vitoria SC e o Boavista FC.

A equipa axadrezada venceu aquela celebre final da Taça de Portugal por 2-1, jogo onde o principal protagonista foi o árbitro António Garrido, o juiz escolhido para apitar o encontro e que terá realizado uma arbitragem que impediu a equipa do Vitoria SC de levantar o troféu.
.
(Fernando Caiado no Vitoria SC)
.
(O técnico do Vitoria SC, Fernando Caiado)
.
Fernando Caiado permaneceu no comando técnico do Vitoria SC na época seguinte de 1976/77. Contudo, desta feita, o desempenho da equipa não foi tão consentâneo com as aspirações do clube e, particularmente, dos seus adeptos.

A equipa, efectivamente, não produziu o que estava ao seu alcance ao longo do Campeonato Nacional da 1ª Divisão, fruto, essencialmente, de uma onda de lesões que assolou o plantel vitoriano ao longo de toda a época, exercendo assim, naturalmente, uma fulcral influencia na irregularidade evidenciada pelo Vitoria SC.
.
(Apresentação oficial do Vitoria SC para a época de 1976/77)
.
Alem disso, a equipa do Vitoria SC foi também vítima de algumas arbitragens manifestamente infelizes, factor claramente importante ao qual acrescerá uma evidente falta de sorte em alguns jogos decisivos.

Esta temporada de 1976/77 foi, enfim, bem mais aziaga ao nível colectivo. A equipa vitoriana andou sempre pela metade baixa da tabela classificativa nesta época, apenas garantindo, matematicamente, a manutenção num jogo decisivo frente ao Leixões SC no Estádio Municipal de Guimarães em que os vimaranenses venceram por 2-0, com golos apontados por Tito.
.
(Plantel do Vitoria SC na época de 1976/77)
.
Ainda assim o Vitoria SC terminaria a época numa tranquila 9ª posição da tabela geral do Campeonato Nacional da 1ª Divisão.

De qualquer forma, nesta temporada, Fernando Caiado foi também bastante criticado por algumas opções tomadas. Obviamente, os maus resultados propiciam as críticas da massa associativa, contudo, o certo é que Fernando Caiado revelou-se demasiado cauteloso e calculista.
.
(Fernando Caiado no Vitoria SC)
.
Alias, estas eram duas características muito presentes no modo de Fernando Caiado liderar as suas equipas. Extremamente táctico, sóbrio, talvez demasiado defensivo, Fernando Caiado era o técnico ideal para as equipas que privilegiavam o sistema de jogo em contra ataque.

Como treinador mantinha o seu espírito de disciplinador, criterioso e muito trabalhador. Preparava até à exaustão não só a sua equipa como os adversários que tinha que defrontar.
.
(Passagem de testemunho no comando técnico do Vitoria SC, de Fernando Caiado para Mário Wilson)
.
Deixou o Vitoria SC no final da época de 1976/77 e rumou, novamente, ao Boavista FC. Com um começo muito irregular e alguns casos de indisciplina com certos jogadores, Fernando Caiado acabou por ser demitido ao fim da 16ª jornada do Campeonato Nacional da 1ª Divisão da temporada de 1977/78.

Foi o fim da sua ligação como treinador ao Boavista FC, clube com o qual viria mais tarde a colaborar no departamento de prospecção e observação. Mais tarde, já depois de abandonar o futebol activo, Fernando Caiado recebeu do Boavista FC a “Pantera Recordação” um troféu a homenagear os longos anos de dedicação ao clube do Bessa.
.
(Fernando Caiado no banco de suplentes do Boavista FC)
.
(Fernando Caiado dando instruções para o terreno de jogo)
.
(Fernando Caiado no banco de suplentes do Boavista FC)
.
No final da época de 1977/78, Fernando Caiado comandou, com êxito, o Académico de Viseu na Liguilha de acesso à 1ª Divisão Nacional, ascendendo assim, pela primeira vez na sua historia, ao principal patamar do futebol português.

Apesar de convidado a permanecer no Académico de Viseu, Fernando Caiado optou, contudo, por regressar a Braga para liderar a equipa bracarense no Campeonato Nacional da 1ª Divisão de 1978/79 e, novamente, na participação na Taça Uefa.

Conseguiu alcançar um sensacional 4º lugar na principal competição nacional enquanto na Taça Uefa destaca-se a eliminação do Hibernians de Malta na 1ª ronda e a eliminação do SC Braga, na 2ª ronda, pelos ingleses do WBA.
.
(Plantel do SC Braga na época de 1978/79)
.
(Fernando Caiado como técnico do SC Braga)
.
A época de 1979/80 terá sido o seu último capítulo como treinador principal. Comandado o SC Braga não foi muito feliz nesta nova temporada. Apenas à 12ª jornada foi demitido e acabou substituído pelo seu próprio adjunto, Hilário Conceição.
.
(Fernando Caiado como treinador do SC Braga)
.
(Fernando Caiado)
.
No início da temporada de 1980/81 regressa ao SL Benfica para exercer, mais uma vez, as funções de treinador adjunto. Os encarnados optavam, novamente, pela contratação de treinadores estrangeiros, escolhendo Fernando Caiado para fazer a ponte desses técnicos com o futebol português.

Nas épocas de 1980/81 e 1981/82, Fernando Caiado foi adjunto de Lajos Baroti, enquanto na temporada de 1982/83, integrou a equipa técnica liderada pelo jovem sueco Sven Goran Erikson.
.
(Fernando Caiado como adjunto de Lajos Baroti no SL Benfica)
.
(Plantel do SL Benfica na época de 1982/83)
.
Finalmente, com quase 60 anos de idade, Fernando Caiado terminou o trabalho de campo e passou a exercer funções de gabinete, mas sempre ligado ao futebol. Trabalhou especialmente para o SL Benfica e para o Boavista FC.
.
(Fernando Caiado)
.
Fernando Caiado, uma antiga glória do futebol português, faleceu na sua residência na cidade do Porto, no dia 12 de Novembro de 2006, contando com 81 anos de idade, vítima de uma doença prolongada.
.
(Fernando Caiado)


Autor: Alberto de Castro Abreu

http://oladodofutebolquenuncaviram.blogspot.com/
 
grande jogador e grande homem....foi dos melhores jogadores de sempre do futebol portugues e nasceu para o futebol no grande boavista,onde jogou durante 12 anos.....
 
Parabéns! Fez um belíssimo trabalho, com uma grande exactidão. Conheci e privei com Fernando Caiado (de 1956 até ao seu falecimento) e fiquei muito sensibilizado por recordar momentos de que já não tinha ideia!
 
Enviar um comentário



<< Home
Site Meter